Dois pensamentos aos leitores e leitoras deste blog.

Dois pensamentos de boas-vindas aos leitores e seguidores deste blog:
- Mesmo que vivas um século, nunca deixes de aprender!!!
- O importante não é saber tudo, e sim, nunca perder a capacidade de aprender!



segunda-feira, 4 de outubro de 2010

07 de Outubro - Dia do Rosário - Vejam a matéria neste blog.


OUTUBRO:
- Mês Missionário
- Mês de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil .
- Mês do Rosário
-----------------------------
Indice Geral:

Estamos preparando as novidades para o " ÍNDICE GERAL"  deste Mês.Postamos apenas alguns assuntos interessantes... Ainda postaremos mais novidades.

Assuntos Postados:

- Missão Evangelizadora na Igreja...
- Outubro, Mês do Rosário.
- Como surgiu a oração do Rosário.
- Pensamento - Mês de Outubro
- Minutos de Sabedoria
 - Língua Portuguesa no dia a dia.
- Especial - Outubro - Mês do Rosário: várias matérias...
- Urnas divergem de pesquisas e surpreendem.
- Senado ganha nova composição de forças.
- Formação: a missão de educar os filhos.

------------------------------------------ 
PENSAMENTO MÊS DE OUTUBRO

A vida nunca nos despoja sem dar em troca a coragem de crescer.  (François Gervais)
----------------------------- 
MINUTOS DE SABEDORIA

A riqueza  não depende do dinheiro que você haja acumulado. / Quem tem riquezas e não sabe ajudar o próximo é pobre. / Quem guarda com avareza os dons que recebeu de Deus é pobre. / Quem não sabe dar de si mesmo uma palavra de conforto, um sorriso de encorajamento, é pobre. / Mas aquele que, mesmo pouco ou nada tendo, sabe doar-se em ajuda ao próximo, esse é rico, imensamente rico.
-----------------------------

 (
O Mês de Outubro é, para a Igreja Católica em todo o mundo, período no qual são intensificadas as iniciativas de informação, formação, animação e cooperação em prol da missão universal. O objetivo é promover e despertar a consciência e a vida missionária cristã, as vocações missionárias, bem como promover uma coleta mundial para as Missões, para o sustento de atividades de promoção humana e evangelização nos cinco continentes, sobretudo em países onde os cristãos são ainda uma minoria e as necessidades materiais são mais urgentes.

Missão

A missão evangelizadora da Igreja é a de testemunhar Jesus Cristo, em comunhão fraterna, formando o povo de Deus e participando na construção de uma sociedade justa e solidária.
Essa missão é iluminada pela opção preferencial de Jesus Cristo pelos pobres, levando a todos e às diferentes culturas vida e esperança do Reino de Deus, cuja plenitude se realizará após a vitória sobre o pecado e a morte.

A comunidade de fé é chamada a assumir a mesma missão de Cristo, proclamando o Reino de Deus a todos, dialogando com as culturas das outras religiões, colocando-se a serviço da transformação da sociedade.

Em poucos anos, houve mudanças rápidas e profundas: demográficas, econômicas, políticas, a exasperação dos aspectos negativos da modernização, a crise ética e o pluralismo religioso, tendendo ao individualismo e à mistura de crenças e práticas de vários cultos.

As novas diretrizes oferecem vários enriquecimentos: esclarecem melhor o sentido da evangelização, alargam a compreensão da ação salvífica de Deus no mundo, procuram discernir a diversidade de situações e contextos em que atuam, convocam todos os batizados à ação evangelizadora que se traduz pelo serviço, comunhão diálogo e anúncio do Reino de Deus.

D. Luciano Mendes de Morais
(Folha de S. Paulo 13/5/1995)





OUTUBRO - MÊS DO ROSÁRIO

O Rosário

A religiosidade popular mariana identifica maio e outubro como meses marianos. Períodos para intensa prática do culto à Virgem Maria. A devoção do mês de Maio é bem mais explorada e vivenciada, tornando-se um percurso diário de evangelização. Já Outubro, como mês do Rosário, tem uma menor importância na consciência popular.

A origem desses meses temáticos, na história do culto a Nossa Senhora, difere-se: a piedade do mês de maio está relacionada à natureza, enquanto que o relacionamento de outubro foi estabelecido por ocasião da introdução da festa do santo Rosário motivada por uma vitória militar. Num Domingo, 7 de outubro de 1571, no golfo Mediterrâneo de Lepanto - Grécia, uma fraca frota cristã venceu o exército turco, bem mais forte e numeroso. A vitória cristã foi comemorada - como intervenção divina, obtida por intercessão de Nossa Senhora. O Papa Pio V, por ocasião dos combates havia exortado os fiéis a suplicarem o auxílio celeste com a reza do Rosário.

Inicialmente a comemoração dessa memória recebeu o título de Bem-Aventurada Virgem da Vitória, e fixou-se no dia 7 de outubro; posteriormente mudou-se para o primeiro domingo deste mês. Só a partir de 1716, porém, que a festa do Rosário tornou-se obrigatória para toda a Igreja. Com a reorganização do Calendário romano sob São Pio X, voltou a prevalecer a data histórica, com o título: "SS. Rosário da Bem-Aventurada Virgem".

O Calendário atual da Igreja retocou o título da festa para "Bem-aventurada Virgem Maria do Rosário". O acento da forma de oração (do Rosário) passa para a pessoa da Mãe de Deus. O objeto da celebração não é o rosário, mas o olhar de Maria, aquela que gerou o Príncipe da Paz, Jesus Cristo.

Outubro tornou-se conhecido entre os cristãos como o mês do Rosário. Para celebrar o culto à Virgem Maria neste período podemos uiilizar da pedagogia do Rosário, como também de outras formas concretas de louvor e de veneração de Maria.
Lembramos que o Rosário pode ser também oração de intercessão e meditação. Ele tem como centro os mistérios da vida de Cristo (anúncio da encarnação, nascimento, adolescência, missão na vida pública, paixão, morte, ressurreição e ascensão).

Ressaltando o significado mariano de outubro, o Papa João Paulo II, proclamou o Ano do Rosário (outubro de 2002 a outubro de 2003). E, sob o impulso de uma inspiração sublime, desenvolveu uma reflexão sobre o Rosário, exortando a todos à "contemplação do rosto de Cristo na companhia e na escola de sua Mãe Santíssima". Acrescentou à estrutura tradicional do Rosário, os "Mistérios luminosos", que dão especial relevo aos anos da vida pública de Jesus, quando ele anuncia o evangelho do Reino.

Pe. José Luiz Majella Delgado C.Ss.R. da Academia Marial

 Como surgiu a Oração do Rosário
A oração do Santo Rosário surge aproximadamente no ano 800 à sombra dos mosteiros, como Saltério dos leigos. Dado que os monges rezavam os salmos (150), os leigos aprenderam a rezar 150 Pai Nossos. Com o passar do tempo, se formaram outros três saltérios com 150 Ave Marias, 150 louvores em honra a Jesus e 150 louvores em honra a Maria.
Posteriormente fez-se uma combinação dos saltérios, dividindo as 150 Ave Marias em 15 dezenas e colocando um Pai nosso no início de cada uma delas. Em 1500 ficou estabelecido, para cada dezena a meditação de um episódio da vida de Nosso Senhor Jesus Cristo ou Maria Santíssima, e assim surgiu o Rosário de quinze mistérios.
Rosa das rosas, Rainha das rainhas.
A palavra Rosário vem do latim Rosarium, que significa ‘Coroa de Rosas’.
Nossa Senhora é a Rosa Mística (como é invocada na Ladainha Lauretana), e em sua homenagem o nome Rosário, que vem de Rosas. A Virgem Maria revelou a muitas pessoas que cada vez que rezam uma Ave Maria lhe é entregue uma Rosa espiritual, e por cada Rosário completo, lhe é entregue uma Coroa de Rosas.
A rosa é a rainha das flores, Rosa das rosas, como é a Rainha das rainhas. Sendo assim o Rosário é a “Rosa” de todas as devoções e, portanto, a mais importante.
O Santo Rosário é considerado a oração perfeita porque junto com ele está a majestosa história de nossa salvação. Com o rosário, meditamos os mistérios de alegria, de dor e de glória de Jesus e Maria. É uma oração simples, humilde como Maria. É uma oração que podemos fazer com ela, a Mãe de Deus. Com o Ave Maria a convidamos a rezar por nós. A Virgem sempre nos dá o que pedimos. Ela une sua oração à nossa. Portanto, esta é a oração mais poderosa, porque Maria Santíssima recebe o que ela pede, Jesus nunca diz não ao que Sua Mãe lhe pede. Em cada uma de suas Aparições, nos convida a rezar o Rosário como uma arma poderosa contra o maligno, para nos trazer a verdadeira paz.
 -------------------

Nossa Senhora do Rosário

7 de Outubro -  Dia do Rosário


Nossa Senhora do Rosário


















Esta festa foi instituída pelo Papa Pio V em 1571, quando celebrou-se a vitória dos cristãos na batalha naval de Lepanto. Nesta batalha os cristãos católicos, em meio a recitação do Rosário, resistiram aos ataques dos turcos otomanos vencendo-os em combate.

A celebração de hoje convida-nos à meditação dos Mistérios de Cristo, os quais nos guiam à Encarnação, Paixão, Morte e Ressurreição do Filho de Deus.

A origem do Rosário é muito antiga, pois conta-se que os monges anacoretas usavam pedrinhas para contar o número das orações vocais. Desta forma, nos conventos medievais, os irmãos leigos dispensados da recitação do Saltério (pela pouca familiaridade com o latim), completavam suas práticas de piedade com a recitação de Pai-Nossos e, para a contagem, o Doutor da Igreja São Beda, o Venerável (séc. VII-VIII), havia sugerido a adoção de vários grãos enfiados em um barbante.

Na história também encontramos Maria que apareceu a São Domingos e indicou-lhe o Rosário como potente arma para a conversão: "Quero que saiba que, a principal peça de combate, tem sido sempre o Saltério Angélico (Rosário) que é a pedra fundamental do Novo Testamento. Assim quero que alcances estas almas endurecidas e as conquiste para Deus, com a oração do meu Saltério".

Essa devoção, propagada principalmente pelos filhos de São Domingos, recebe da Igreja a melhor aprovação e foi enriquecida por muitas indulgências. Essa grinalda de 200 rosas - por isso Rosário - é rezado praticamente em todas as línguas, e o saudoso Papa João Paulo II e tantos outros Papas que o precederam recomendaram esta singela e poderosa oração, com a qual, por intercessão da Virgem Maria, alcançamos muitas graças de Jesus, como nos ensina a própria Virgem Santíssima em todas as suas aparições.
---------------------------------------------

Postado por Pe. Pacheco.


Hoje, dia de Nossa Senhora do Rosário, queremos lembrar a Sua assunção. Sim, pois depois de assunta aos Céus, Maria é esta que está junto do Filho, na glória do Pai, intercedendo por cada um de nós.
O Papa Pio XII, em 1950, proclama o ‘Dogma da Assunção da Santíssima Virgem Maria’, que consiste no seguinte: “Cumprido o curso de sua vida terrena, Maria foi assunta ao Céu em corpo e alma”. Para dizer que: 1º) Maria tem especial participação na ressurreição do Filho – Ela está unida à glória do Filho; 2º) Ela é a antecipação da sorte dos eleitos – primícias e exemplo da Igreja.
Segundo a Tradição da Igreja, logo após a morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, João a teria levado para morar com ele, assumindo-a como mãe, numa cidade chamada Éfeso; todavia, antes de Maria vir a morrer – entenda-se esta morte não como consequência do pecado, pois Maria não pecou. O termo “dormição” é para dizer de uma morte diferenciada, não como qualquer morte fruto de pecado; a verdade é esta: Maria morreu – João a teria trazido para Jerusalém. Maria morre e é assunta em Jerusalém; pode-se dizer que ela tenha sido velada no Monte Sião, em Jerusalém, e levada para ser sepultada ao lado do Monte das Oliveiras, túmulo este que se encontra vazio – obviamente – e que pode ser visitado e visto até hoje.
A Santíssima Virgem Maria participa da Glória do Filho e é a antecipação da sorte dos eleitos; isso significa que já existe uma criatura ressuscitada no Céu, em copo e alma: Maria. Mas tudo isso devido ao fato de que Deus tê-La preparado para esta missão tão linda e particular: ser a Mãe do Filho d’Ele. Todavia, houve uma colaboração e uma correspondência pela parte de Nossa Senhora. Para dizer que ela é modelo de como ser Igreja. O devoto da Virgem Maria é aquele que toma a decisão de viver as virtudes dela, a saber:
Mulher do silêncio: Precisamos aprender com Maria a silenciar o nosso coração de todas as agitações do mundo e de todo barulho, fruto das realidades que são contrárias à vontade de Deus na nossa vida. Silenciar é muito mais que não fazer barulho; silenciar é ter a coragem de retirar-se constantemente para encontrar-se com o Senhor, e aí escutar o Seu Coração.
Mulher da Palavra: A Santíssima Virgem rezava os salmos; era íntima da Palavra de Deus; prova disso é ela repetir o Cântico de Ana ao se encontrar com Isabel, cântico este lá do Antigo Testamento. Muito mais que o fato de narrar esse cântico, a prova de que a Virgem Maria é a mulher da Palavra é a sua total confiança na misericórdia e na providêcia de Deus, que regia toda a sua vida e a vida do mundo.
Mulher do serviço: Maria sobe a montanha para visitar a sua parenta Isabel; ela vai à casa da prima não tendo como prioridade tratar de serviços domésticos, mas para levar o mistério até a vida daquela mulher, que, com certeza, muitos traumas trazia pelo fato de ter sido estéril por muitos anos – fato tido como sinal de maldição.
O mistério em Maria, que é o próprio Deus, a leva até a prima, para que esta possa ser curada. Para dizer que devemos ser, efetivamente, portadores e condutores do mistério, que é Deus, às pessoas, pois Ele se encontra em nós, dentro de nós, desde o momento do nosso batismo.
Mulher da obediência: Maria só tinha olhar para a vontade de Deus, para obedecer ao Todo-poderoso nas circunstâncias ordinárias da vida; é ela quem diz a cada um de nós – única frase de Maria na Sagrada Escritura, de forma direta: “Fazei tudo o que Ele vos disser.”
Viver esta festa de Nossa Senhora do Rosário, ser devoto de Maria por excelência, nada mais é do que obedecer a Deus e fazer com que Ele seja o Senhor, verdadeiramente, da nossa vida.
Padre Pacheco
Comunidade Canção Nova
------------------------------------- 

Língua Portuguesa no dia a dia.


Qual é o certo: Segunda e terça-feira ou segunda e terça-feiras?
Foi assim que me perguntaram. Excelente dúvida, que também virou minha antes de recorrer a gramáticas para ver as regras de plural e ir à caça de uma resposta tão específica.
Uma em especial fez muito sentido porque veio acompanhada de simples explicação. É preferível a forma “segunda e terça-feira”, sem plural em “feira”.
“Segunda” é uma redução de segunda-feira, já registrada em dicionários e mais do que consagrada pelo uso. Então, segunda é igual a segunda-feira.
Se temos, em segunda e terça-feira, uma forma reduzida (segunda) e outra completa (terça-feira), não há razão para pluralizar a palavra “feira”, já que ela não se refere à primeira, que já tem sentido completo.
Fica justificada, então, a forma correta: segunda e terça-feira.
Em tempo: vale deixar registrado que o plural de segunda-feira é segundas-feiras.

Por causa ou por causo?

A primeira forma é a correta na norma culta. A estrutura é "por causa de".
Na língua falada, principalmente por pessoas de menor escolaridade, percebe-se que causa vira causo quando a palavra depois da preposição "de" é masculina: "A árvore caiu por causo do vendaval".
Na norma culta, falada ou escrita, não importa o que vem depois, é sempre "por causa de". Causa significa motivo, razão; já causo é o mesmo que caso, conto, história.
Parte superior do formulário


As duas palavras existem, mas têm significados diferentes.
Incerto é o mesmo que duvidoso, não certo, impreciso, variável, desconhecido, vago. Exemplos: Humor incerto. Desprezar o certo pela esperança do incerto. Visita incerta.
Já inserto é o que foi inserido, incluído, introduzido; forma vinda do verbo insertar (inserir). Inserto também é o nome dado a peças que se inserem em outras peças, na área de mecânica. Exemplos: Panfletos insertos no jornal. Foram criados insertos destinados ao reforço e recuperação de roscas.


É fato o uso cada vez maior do substantivo feminino “somatória”.
Professores de português, no entanto, recomendam somente o masculino, “somatório”.
Uma ida rápida aos dicionários indica que somatória é palavra inexistente na língua portuguesa como substantivo. Só pode ser usada como adjetivo.
Consultei, nessa busca, a versão on-line de “Houaiss”, “Michaelis” e “Aulete Digital”. Folheei, ainda, os minidicionários “Sacconi”, “Aurélio” e “Melhoramentos”.
Mas Maria Helena de Moura Neves, em seu “Guia de Uso do Português”, constata: somatória é mais freqüente que sua forma no masculino (está em 63% dos diversos registros de sua extensa pesquisa).
Pela semelhança com “soma”, palavra feminina, cogita-se a transformação de somatório em somatória. O sentido não muda: significa a soma das somas. E aí?
Para espanto de uns e alívio de outros, o “Volp” bate o martelo: registra somatória e somatório. Então, pode usar as duas. Fim de papo.


A segunda forma é a correta. Com um “c” só.
Aficionado entrou na língua portuguesa pelo espanhol, com o sentido de afeiçoado, entusiasta, admirador, amador, simpatizante. Apesar de reger as preposições “a” e “de”, tem sido comum o uso de “por”. Exemplo: Meninos são aficionados por (a/de) futebol.


A primeira forma é a correta. O carro capota.
Capotar e encapotar existem, mas têm sentidos diferentes. Capotar é tombar (o veículo), virando para baixo ou dando voltas sobre si. No sentido figurado, significa fracassar e, também, dormir de cansaço. Encapotar é agasalhar-se, com capa ou capote. Figurativamente, é disfarçar-se, para não ser reconhecido.


A primeira forma é a correta, com “m”.
Não é incomum vermos essa palavra escrita com a letra “n” no final. Mais uma vez, o que justifica essa confusão é a sonoridade idêntica que as letras “m” e “n” têm no fim das palavras na pronúncia do português falado no Brasil.


A primeira forma é a correta, sem crase.
Podemos analisar de duas formas. Primeira: A pena vale. A dor vale. Sujeito e verbo. Ao inverter a ordem, temos: vale a pena. Segunda: O esforço vale a pena. O esforço vale o sacrifício, não *ao sacrifício. De todas as formas, temos somente um artigo depois de “valer”, sem preposição. Portanto, sem crase.


A segunda forma é a correta. Grifar significa sublinhar, marcar palavras ou números com sublinha, a fim de chamar a atenção, destacar. Exemplo: Grifei duas linhas daquele texto. Já grafar tem o sentido de escrever uma palavra, optando por determinada grafia. Exemplo: Meu nome, Telma, é grafado sem “h”.


A primeira forma é a correta. Talvez por influência da pronúncia da palavra, a sonoridade pode sugerir uma consoante “l” depois da vogal “u” em palavras como suficiente, conjugar (*conjulgar), preocupar (*preoculpar), entre outras. Outro erro do mesmo tipo, mas menos comum, é escrever *muinto em vez de muito. Nesse caso também há influência da fala na hora da dúvida quanto à grafia.


A segunda forma é a correta. Os verbos terminados em “-ir” são escritos com “e” na terceira pessoa do singular do presente do indicativo: ele discute, corrige, dirige, diverte, garante, submete, subverte etc. “Discuti” é a forma da primeira pessoa singular do pretérito perfeito (exemplo: eu discuti com ele) e a forma da segunda pessoa do plural no imperativo (exemplo: discuti vós imediatamente este assunto).


Leitores do BOM DIA estão em dúvida sobre o hífen no nome do caderno “Dia-a-dia”. Será que está certo mesmo?
Está sim. Isso não significa que não exista “dia a dia”. Vamos ver a diferença dos dois.

1. Dia-a-dia
Dia-a-dia, com hífen, é um substantivo e significa a sucessão dos dias, o cotidiano, a rotina. Seu plural é dia-a-dias.
Exemplo: Atualmente, o dia-a-dia das pessoas é sempre corrido.

2. Dia a dia
Sem hífen, dia a dia é uma locução adverbial e significa diariamente, cotidianamente, cada dia.
Exemplo: A rotina das pessoas fica dia a dia mais corrida.

O hífen marca a diferença entre substantivo e advérbio.
Para não errar: o substantivo recebe um artigo antes (o menino, o dia-a-dia), mas o advérbio não (diariamente, não *o diariamente). Coloque o artigo para descobrir se é substantivo. Se for, haverá hífen.
   

Em 29/9, na sede da ABL (Academia Brasileira de Letras), o presidente Lula assinou o decreto que determina o cronograma de implantação do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.
Criado em 1990 por lexicógrafos portugueses e brasileiros, o acordo propõe a unificação da forma de escrever algumas palavras. Ele não abrange todas as diferenças ortográficas, mas já representa um avanço significativo.
O acordo entrará em vigor em 1º/1/2009 e o período de transição será de três anos. As regras atuais e as novas coexistirão até o fim de 2012. Depois disso, só será aceita como correta a ortografia do novo acordo.
Neste mês, a coluna “Língua portuguesa” apresenta e explica o que muda. Hoje, fique sabendo sobre as letras que voltam a integrar nosso alfabeto.

Letras do alfabeto
 
Voltam oficialmente as letras K, W e Y, que, de fato, nunca tinham saído. O alfabeto ficará assim: A, B, C, D, E, F, G, H, I, J, K, L, M, N, O, P, Q, R, S, T, U, V, W, X, Y, Z.


Depois de ler na coluna anterior o que muda no alfabeto, leia hoje sobre o acento diferencial e o trema.
 
Acento diferencial
 
O acento diferencial de pára, pêra, péla, pêlo, pólo deixa de existir. Mas alguns acentos diferenciais permanecem.
O de pôde, pretérito perfeito do verbo poder, para diferenciá-lo da forma do presente.
O de pôr, verbo, para diferenciá-lo de por, preposição.
E permanecem também os acentos que marcam a diferença entre singular e plural dos verbos ter e vir (e derivados) no presente. Exemplos: ele tem, eles têm; ele vem, eles vêm; ele mantém, eles mantêm; ele intervém, eles intervêm.
 
Trema

O trema (¨) deixa de ser escrito sobre a letra U quando esta é pronunciada nas sílabas gue, gui, que, qui.
Exemplos: ambiguidade, Anhanguera, cinquenta, equestre, frequência, liquidificador, sanguíneo, sequestro, tranquilo.
Mas ele permanece em palavras estrangeiras e em suas derivadas. Exemplos: Hübner e hübneriano.


Leia hoje as alterações na acentuação de algumas palavras.
 
Idéia vira ideia
 
Os ditongos abertos éi e ói das paroxítonas (tônica na penúltima sílaba) não são mais acentuados. Exemplos: apoia, colmeia, Coreia, estreia, geleia, heroico, joia, plateia.

Feiúra vira feiura
 
O I e o U tônicos que seguem o ditongo de uma paroxítona não são mais acentuados. Exemplo: baiúca.
 
Argúem vira arguem
 
Deixa de existir o acento agudo do U tônico nas formas do presente do indicativo (e imperativo) dos verbos arguir e redarguir. Exemplos: ele argui, eles arguem.
 
Vôo vira voo
 
Palavras terminadas em êem e ôo(s) perdem o acento circunflexo. Exemplos: leem, doo, enjoo, zoo.
 
Enxagúo vira enxaguo
 
Verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, enxaguar, obliquar e delinquir, perdem o acento no U quando este é tônico. Exemplo: enxaguo.
Quando o A e o I forem tônicos, as formas devem ser acentuadas. Exemplo: enxáguo.


Leia hoje sobre as regras do hífen e no dia 2/11 sobre suas exceções.
O hífen com prefixos e elementos que podem funcionar como tal passa a ter uma regra básica e menos exceções. O que define se há hífen é a letra final do prefixo e a letra inicial da palavra que o recebe.
 
Regra básica
 
Há hífen antes de palavras que começam com a letra H.
Exemplos: co-herdeiro, mini-hotel. A exceção é subumano.
 
Prefixos com vogal no fim
 
Diante de palavras que começam com vogais: sem hífen diante de vogal diferente (autoescola, antiaéreo); com hífen diante de vogal igual (micro-ondas, contra-ataque).
Diante de consoantes: sem hífen (seminovo). Quando começar por R ou S, estas serão dobradas (ultrassom).
 
Prefixos com consoante no fim
 
Diante de palavras que começam com vogais: sem hífen (superinteressante, interestadual).
Diante de consoantes: com hífen diante de consoante igual (inter-regional); sem hífen diante de consoante diferente (supersônico)

  ----------------------------------------------

ESPECIAL - OUTUBRO MÊS DO ROSÁRIO

Rosário de uma mãe


Faça brilhar sua vela do Rosário em nosso Oratório

Mistérios Gozosos
1ª dezena: Anunciação
Anjo da guarda de cada um dos meus filhos, anuncia-lhes o nascimento de Jesus. Que eles possam amá-Lo de todo coração, como a Virgem Maria.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
2ª dezena: Visitação
Nossa Senhora, vai à casa dos meus filhos não só para visitá-los mas para permanecer com eles. Que eles possam, como Santa Isabel, ficar muito felizes e exultar de alegria.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
3ª dezena: Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo
Jesus Cristo, Nosso Senhor, renasça no coração dos meus filhos cada dia, para que a vida deles seja um eterno Natal.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
4ª dezena: Apresentação do Senhor no templo
Maria Santíssima, ajuda-me a reapresentar meus filhos no templo. Para o Batismo e Comunhão eu os levei, mas para a Crisma é preciso que eles queiram.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
5ª dezena: Encontro do Menino Jesus no templo
Menino Jesus querido, faça que meus filhos possam encontrar-Vos. Mostra-lhes o caminho. Permite que eles Vos encontrem, porque Vós sois o caminho. E, quando Vos encontrarem, que nunca mais Vos abandonem.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
Mistérios Dolorosos
1ª dezena: Agonia de Nosso Senhor Jesus Cristo
Que o coração dos meus filhos, Senhor, não se angustie. Que no coração de cada um deles possam estar somente a Vossa alegria, paz, amor e os frutos de Vosso Espírito.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
2ª dezena: Flagelação
Pela Vossa flagelação, Jesus Cristo Nosso Senhor, alivia-os em suas dores espirituais e físicas. Que o corpo deles não lhes pertença, mas seja Vosso. Que eles sejam o templo do Vosso Espírito.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
3ª dezena: Coroação de espinhos
Tira, Jesus, cada espinho que possa estar afligindo a cabeça dos meus filhos. Que seus pensamentos sejam puros e retos. Lava-os, Senhor, com Vosso Sangue, e por Vossas chagas eles sejam curados.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
4ª dezena: Jesus com a cruz nas costas
Ajuda-os, Jesus, a carregar suas cruzes. Sê para eles um Simão Cirineu. Que cada uma de suas quedas não seja uma derrota, mas uma vitória e um novo ânimo para continuar convosco no caminho da salvação.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
5ª dezena: Jesus morre na cruz
Jesus amado, que meus filhos morram para o pecado e renasçam para a vida da graça. “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem.”
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
Mistérios Gloriosos
1ª dezena: Ressurreição de Jesus
Que eles possam convosco ressurgir para uma vida nova. Que eles saibam que estás vivo no meio deles, por meio de Vossa graça, e que em Vosso túmulo está escrito: “Ele não está mais aqui.”
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
2ª dezena: Ascensão de Jesus
Que um dia eles possam ao céu subir, porque lá é o lugar dos pecadores arrependidos.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
3ª dezena: A vinda do Espírito Santo
Que o Espírito Santo desça sobre cada um deles, tirando-lhes o medo de aceitar e anunciar Jesus, nosso Senhor.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
4ª dezena: Assunção de Nossa Senhora
Maria Santíssima, Mãe querida, tu que amas meus filhos mais do que eu, faze que eles possam um dia encontrar-te no céu. Sê sempre a advogada deles perante Deus.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
5ª dezena: Coroação de Nossa Senhora
Que eles possam coroar-te nesta e na outra vida como Rainha do seu coração.
(Pai nosso, 10 Aves-Marias, Glória ao Pai)
Amém.
Fonte: Amai-vos

E eu também vou para o Céu? Também. Mas tem que rezar muitos terços.

Nossa Senhora pediu para rezarmos o terço. Clique na foto e saiba como receber o seu Terço dos Pastorinhos de Fátima.
Nossa Senhora pediu para rezarmos o terço. Clique na foto e saiba como receber o seu Terço dos Pastorinhos de Fátima.
Dia 13 de maio de 1917, Nossa Senhora aparece pela primeira vez aos três pastorinhos de Fátima. As crianças ficam encantadas com a imagem da Virgem Santíssima e, curiosas perguntam de onde Ela vem. A resposta: “Sou do Céu”. Causa preocupação em Lúcia:
- “E eu também vou para o Céu?
- “Sim, vais.”                        
- “E a Jacinta?
- “Também
- “E o Francisco?
- “Também. Mas tem que rezar muitos terços”.
Durante todas as aparições, Nossa Senhora de Fátima pede aos pastorinhos que rezem o terço todos os dias. Mas por que será tão importante seu pedido?
Ora, Ela diz que, caso as almas se convertam, alcançaremos a paz para o mundo, o fim da guerra e a salvação das almas.
Livre-se das discórdias. Inscreva seu nome na Missa do Rosário, que será celebrada dia 13 de outubro. (Saiba aqui como participar).
Todos nós vemos que existem guerras que parecem não ter mais fim no Iraque, disputas de poder e ganância entre colegas de trabalho, desrespeito entre familiares que fazem a paz no mundo estar em constante oscilação.
Por isso, rezar o terço todos os dias é tão importante.
Acenda agora a Vela do Rosário e receba, em agradecimento por sua doação de apostolado, uma lindíssima e limitada edição do Terço dos Pastorinhos de Fátima, que acompanha um livro virtual sobre o Rosário.
---------------------------------

O Terço meditado

DSC03192
Nossa Senhora recomendou: “Rezem o terço todos os dias”.
Para bem recitar o terço e mesmo para ganhar as indulgências concedidas pela Igreja à recitação do terço, dissemos, é necessário meditar os mistérios. Cada um fará a meditação ao seu alcance. Quando um dia o bem aventurado De La Roche dominicano, se queixava à Maria de sua incapacidade de meditar, a boa Mãe do Céu o consolou com uma comparação familiar e muito intuitiva:
“Três filhinhos imploram a sua mãe, pedindo alguma coisa necessária. O primeiro sabe pedir direitinho, diz tudo como deve dizer. O segundo pode apenas falar. O terceiro é tão pequeno que só sabe chorar. A mamãe escuta a todos igualmente e lhes concede. Tem mesmo uma ternura especial para com o mais fraco e pequenino. Assim Deus escuta com bondade os que rezam e meditam o rosário e nunca pensa em recusar as orações dos pequenos e ignorantes, incapazes de meditar, contanto que se esforcem por servir, a mim e a meu divino Filho, do melhor modo ao seu alcance.”
(ROSAS DE TODO ANO – AS DO ROSARIO DE MARIA – C. Benigno Lyra – Editora Lar Sacerdotal, Recife – 1ª. edição, 1936, p. 35).
N.B.: Que enlevado conselho e mesmo consolação a todos que tem dificuldades de meditar o Santo Rosário…
-------------------------------------------------------

Proteção das santas almas do Purgatório

misterio-do-rosario
No livro “Le purgatoire d’ápres les revelations des Saints”, escrito por Mons. Louvet, narra-se um fato impressionante da proteção das almas aos que a elas socorrem com sufrágios.
O padre Luiz Monaci, religioso dos Clérigos Menores, era muito devoto das almas. Em toda parte e em todas as ocasiões procurava meios de ajudar essas almas sofredoras. Em uma noite, em viagem, teve de atravessar sozinho uma planície deserta e perigosa, porque, infestada de bandidos e assaltantes. Haviam já tirado a vida a muita gente para roubar.
Pelo caminho, o bom padre não perdia tempo: ia recitando piedosamente o rosário de Maria pelas almas do purgatório. Ao avistar de longe o sacerdote, sozinho e desprovido de armas, um grupo de ladrões se preparou para o assaltar e puseram-se de emboscada. Qual não foi o espanto quando ouviram o soar de trombetas e um grupo de soldados que marchava armado ao lado do padre. Aterrorizados, esconderam-se, pensando que eram soldados que os vinham prender. Viam entretanto o padre muito tranqüilo a caminhar, recitando o rosário. Entrou este numa hospedaria próxima. Enquanto o padre ceava, dois bandidos curiosos se aproximaram e perguntaram: — Que padre é este que anda acompanhado pelas estradas de soldados que o protegem?
— Aqui não chegou soldado algum e este padre nunca andou assim em viagem…
Os bandidos, curiosos, procuraram entrar em palestra com o sacerdote e perguntaram-lhe do batalhão que o escoltava.
— Meus filhos, eu ando sozinho pelos caminhos. Só tenho um companheiro, o meu rosário, que recito sempre pelas santas almas do purgatório para que elas me protejam.
– Pois bem, padre, confessa um bandido, estas almas vos salvaram. Estávamos na estrada prontos para o despojar e matar. E só não o fizemos porque um batalhão vos seguia pela estrada. Aterrorizados, fugimos e viemos aqui saber do que se trata. Cremos que as almas das quais sois tão devoto vos salvaram da morte…
Os bandidos, tocados pela graça, ali mesmo, de joelhos, pediram perdão dos pecados e confessaram-se humildemente.
Muitos outros autores contam inúmeros casos de proteção das santas almas em favor dos seus benfeitores.
Na verdade, mesmo nas coisas temporais aqueles caridosos que nunca se esquecem de socorrer as benditas almas do purgatório, podem contar com uma proteção segura da divina Providência em todas as circunstâncias difíceis, porque Deus sempre recompensa esta grande caridade.
(Fonte: Socorramos as almas do purgatório – Mons. Ascânio Brandão – Edições Paulinas – 2ª. Edição – 1954 – pp. 78-80)
---------------------------------------------------------

O Rosário – a oração que não pode faltar no lar católico

O Santo Rosário é certamente uma das práticas de piedade com que mais louvor se presta à Santíssima Virgem, reunindo as principais orações da Igreja.
misterio-do-rosario
Conheça cada uma das orações que o compõem e os ensinamentos sobre como se deve rezá-lo.
Orações do Rosário


O Sinal da Cruz
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
O Credo
Creio em Deus, Pai- todo-poderoso, criador do Céu e da terra. E em Jesus Cristo seu único Filho, Nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos; foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na Comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna. Amém.
Pai Nosso

Pai Nosso, que estais no céu, santificado seja vosso nome. Venha a nós o vosso reino. Seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
Ave Maria
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte. Amém
Glória
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Salve Rainha
Salve Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve. A vós bradamos degredados filhos de Eva. A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, advogada nossa: esses vossos olhos misericordiosos, a nós volvei. E depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto de vosso ventre. Ó clemente, Ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria! Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Depois de cada dezena pode-se recitar a seguinte oração, como indicou a Santíssima Virgem Maria em Fátima:

“Ó meu Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o céu, e socorrei principalmente as que mais necessitarem da vossa misericórdia”.

A maneira correta de se rezar o Rosário

Para recitar o Rosário com verdadeiro proveito deve-se estar em estado de graça ou pelo menos ter a firme resolução de renunciar o pecado mortal.
1. Segurando o Crucifixo, fazer o Sinal da Cruz e em seguida rezar o Credo.
2. Na primeira conta grande, recitar um Pai Nosso.
3. Em cada uma das três contas pequenas, recitar um Ave Maria.
4. Recitar um Glória antes da seguinte conta grande.
5. Anunciar o primeiro Mistério do Rosário do dia e recitar um Pai Nosso na seguinte conta grande.
6. Em cada uma das dez seguintes contas pequenas (uma dezena) recitar um Ave Maria enquanto se faz uma reflexão sobre o mistério.
7. Recitar um Glória depois das dez Ave Marias. Também se pode rezar a oração de Fátima.
8. Cada uma das seguintes dezenas é recitada da mesma forma: anunciando o correspondente mistério, recitando um Pai Nosso, dez Ave Marias e um Glória enquanto se medita o mistério.
9. Ao se terminar o quinto mistério o Rosário costuma ser concluído com a oração da Salve Rainha.
___________________
[Extraído de Agência Católica de Informações]
 ------------------------------------------
 ELEIÇÕES 2010
          FESTA NA DEMOCRACIA BRASILEIRA

-----------------------
ESPECIAL
Notícia Política Jornal

Urnas divergem de pesquisas e surpreendem

Ao chegar ao segundo turno, o tucano José Serra ganha uma sobrevida que a maioria dos institutos de pesquisa não previa. Dilma o superou em todos os estados do Nordeste, mas o tucano conseguiu vencer em São Paulo e em estados do Sul e do Centro-Oeste
04.10.2010| 02:00
A partir de hoje, PT e PSDB começam a projetar os novos rumos da campanha eleitoral para o enfrentamento neste segundo turno. Desafio de Serra é ganhar votos no Nordeste (ABR)
O resultado da disputa presidencial causou surpresa pela proximidade numérica entre a petista Dilma Rousseff e o tucano José Serra: enquanto as pesquisas de intenção de voto indicavam cerca de 20 pontos percentuais de vantagem para a candidata do PT, nas urnas essa diferença caiu para quase 14 pontos, o que dá a Serra um novo fôlego para tentar se tornar presidente do Brasil.

O resultado de ontem para o tucano foi bem melhor do que obtido por ele há oito anos, quando foi para o segundo turno contra Lula. Serra teve, então, 23,19% dos votos válidos, contra 46,44% do petista (também na disputa, Anthony Garotinho e Ciro Gomes receberam o restante dos votos que levaram à prorrogação do pleito).

Contudo, Serra não conseguiu agora ir melhor do que o candidato tucano da eleição passada, Geraldo Alckmin, que teve 41,43% dos votos no primeiro turno, contra 48,79% do próprio Lula.

Para conseguir essa sobrevida nestas eleições, Serra se afastou o máximo que pôde do antecessor de Lula, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ao mesmo tempo em que buscou se aproximar do presidente petista, comparando suas biografias e aderindo até a um linguajar mais popular, sempre sorridente. Ele também recorreu a promessas típicas dos partidos de esquerda, como um grande reajuste do salário mínimo logo no início de seu governo - para R$ 600 - e a ampliação dos programas sociais, para tentar ganhar a simpatia da população mais pobre - que forma a maioria do eleitorado brasileiro.

Nordeste
Ainda assim, em todos os estados do Nordeste, onde grande parte desse eleitorado se concentra, Serra teve desempenho pior que o de Dilma. No Ceará, ele chegou a ficar um pouco atrás até de Marina Silva (PV). Por sua vez, o tucano conseguiu manter alguma vantagem sobre a petista num dos principais colégios eleitorais do País, São Paulo, Estado que governou, e em Estados do Sul e do Centro-Oeste.

Contudo, para Dilma, os resultados no Nordeste não foram tão bons quanto ela esperava. Pelos institutos de pesquisa, ela superaria os 65% das intenções de voto na maioria dos locais, porém, na prática, isso não se confirmou. Especialmente pelo crescimento de Marina.

Na Bahia, maior colégio eleitoral do Nordeste, a petista obteve 62%, quase o triplo do obtido por Serra. Em Pernambuco, terra do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teve 61%. No Rio Grande do Norte, na Paraíba e em Sergipe, o desempenho ficou abaixo dos 55%.

Os Estados nordestinos onde Dilma foi melhor foram o Maranhão (70%), o Ceará (65%) e o Piauí (67%).

Esforço
Além do Nordeste, Serra terá de reforçar seus esforços em Minas Gerais, onde conseguiu só 30% dos votos, contra 46% da petista, apesar da forte liderança de Aécio Neves (PSDB), que se elegeu senador com facilidade e conseguiu fazer seu sucessor, que até bem pouco tempo atrás era só um desconhecido, Antônio Anastasia (PSDB) ainda no primeiro turno.

O PT pretende se reunir hoje para definir os rumos da campanha neste segundo turno. Segundo Dilma, em rápido discurso no final da noite de ontem, o PT é acostumado a desafios. “Somos bastante guerreiros, acostumados a desafios e somos de chegada. Tradicionalmente, a gente tem desempenhado muito bem no segundo turno.”

Já o PSDB pretende, nessa segunda etapa, reforçar o mote “Serra É do Bem’’, em confronto com a ideia de que o PT oferece ameaça à democracia. O comando da campanha já tem gravado, inclusive, um novo clipe com esse jingle, que será levado à propaganda eleitoral. (Kamila Fernandes - kamilafernandes@opovo.com.br)
------------------------------------------------------------------

Senado ganha nova composição de forças

Agência Brasil

A renovação de dois terços do Senado nas eleições deste domingo, 3, mostra uma nova composição de forças, com expressivas quedas  em bancadas como a do Democratas (DEM) que, de 13 senadores passará a contar com seis a partir de 1º de fevereiro de 2011. Já o PSDB, que conta com 14 senadores, contará com uma bancada de 11 parlamentares.

Mesmo com redução na bancada, o DEM elegeu dois de seus senadores para governos estaduais: Rosalba Ciarlini, no Rio Grande do Norte, e Raimundo Colombo para Santa Catarina. Ambos tinham mandato até 2015. Atualmente, o partido não comanda nenhum estado.

Partidos da atual base governista, por outro lado, foram os que mais cresceram. O PMDB continuará a ser a maior força no Senado, passando de 17 para 20 senadores. O partido poderá ganhar ainda mais um parlamentar: Jader Barbalho (PA) que aguarda julgamento de recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF) para reverter a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que impugnou sua candidatura com base da Lei da Ficha Limpa.

O PT e o PP foram os que mais cresceram proporcionalmente. Com uma bancada de oito senadores, o PT vai pular para 14 em 1º de fevereiro de 2011, tornando-se a segunda maior força política da Casa. Já o PP, que é representado apenas pelo senador Francisco Dornelles (RJ), passará a contar com uma bancada de cinco parlamentares.

O PPS voltará a ter representatividade no Senado. O ex-presidente Itamar Franco (MG) ficou com a segunda vaga no estado. Ele contou com o apoio formal do ex-governador e agora senador eleito pelo PSDB, Aécio Neves. O mesmo acontece com o PMN que, sem representatividade na Casa, passará a contar com Sergio Petecão (AC).

O PSB passará de dois para três senadores no ano que vem. O PCdoB, por sua vez, passará de um para dois. O P-SOL, representado apenas por José Nery (PA), poderá contar com dois senadores caso Jader Barbalho tenha sua candidatura impugnada pelo STF. O partido elegeu  Randolfe Alves (AP) e Marinor Brito (PA).

O PDT, hoje com seis senadores, encolheu para quatro parlamentare. Outro que reduziu sua bancada foi o PTB, passando de sete para seis senadores. Já o PRB terá apenas um senador. O PSC manterá a representação na Casa com um senador: perdeu Mão Santa (PI) e elegeu Eduardo Amorim (SE). O PV deixa de ter representatividade no Senado uma vez que Marina Silva, candidata à Presidência da República, ficará sem mandato e o partido não elegeu ninguém.

Siga o Canção Nova Notícias no twitter.com/cnnoticias

Conteúdo acessível também pelo iPhone - iphone.cancaonova.com 
tualização 04/10/2010 - 04h10
 ---------------------------------------------------------

Veja lista de governadores eleitos no 1º turno

04.10.2010| 09:17

Pernambuco

Eduardo Campos (PSB) - 3.450.874 votos (82,84%)


Acre

Tião Viana (PT) - 168.912 votos (50,44%) - com 98,56% dos votos apurados


Amazonas

Omar Aziz (PMN) - 943.001 votos (63,83%) – com 99,85% dos votos apurados


Bahia

Jaques Wagner (PT) - 4.101.270 votos (63,83%)


Ceará

Cid Gomes (PSB) - 2.436.940 votos (61,27%)


Espírito Santo

Renato Casagrande (PSB) - 1.502.070 votos (82,30%)


Maranhão

Roseana Sarney (PMDB) - 1.459.457 votos (50,08%) - com 99,98% das urnas apuradas


Mato Grosso

Silval Barbosa (PMDB) - 759.755 votos (51,21%) - com 99,98% das urnas apuradas


Mato Grosso do Sul

Andre Puccinelli (PMDB) - 704.407 votos (56%)


Minas Gerais

Antônio Anastásia (PSDB) - 6.275.520 votos (62,72%)


Paraná

Beto Richa (PSDB) - 3.039.774 votos (52,44%)


Rio de Janeiro

Sérgio Cabral (PMDB) - 5.217.972 votos (66,08%)


Rio Grande do Norte

Rosalba Ciarlini (DEM) - 813.813 votos (52,46%)


Rio Grande do Sul

Tarso Genro (PT) - 3.416.460 votos (54,35%)


São Paulo

Geraldo Alckmin (PSDB) - 11.519.314 votos (50,63%)


Santa Catarina

Raimundo Colombo (DEM) - 1.815.304 votos (52,72%)


Sergipe

Marcelo Deda (PT) - 537.223 votos (52,08%)


Tocantins

Siqueira Campos (PSDB) - 349.592 votos (50,52%)

----------------------------------------------------------------------------------------- 



Mais 28 dias para sair o sucessor de Lula

O bom desempenho de Marina Silva (PV) garantiu a José Serra a chance de seguir para o segundo turno para enfrentar, de igual para igual, a candidata do PT, Dilma Rousseff. A partir do dia 16, volta ao rádio e à TV a propaganda eleitoral, onde os dois candidatos farão de tudo para conquistar o eleitor
04.10.2010| 02:00

Os eleitores de todo o País terão de voltar às urnas no dia 31 de outubro para definir quem afinal irá suceder Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto. Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) terão agora o mesmo tempo na propaganda eleitoral, que se reinicia no próximo dia 16, seguindo até o dia 29, no rádio e na TV.

Com 98,20% das urnas apuradas no País, às 22h12min Dilma tinha 46,65% das intenções de voto, com 46,5 milhões de votos, contra 32,73% de Serra, que alcançou 32,6 milhões de votos. Marina Silva (PV) surpreendeu com uma votação de 19,4 milhões de votos - 19,48% dos votos válidos.

Em boa parte da disputa até aqui, Dilma, a candidata de Lula, apareceu nas pesquisas de intenção de voto com chances de vencer ainda no primeiro turno, mas seu crescimento foi contido na reta final após a série de denúncias envolvendo sua antiga secretária-executiva e braço-direito, que depois a substituiu no Ministério da Casa Civil, Erenice Gerra.

As denúncias, que indicam possível tráfico de influência de filhos de Erenice para viabilizar contratos de certas empresas com órgãos federais, foram amplamente usadas na propaganda eleitoral de Serra e exploradas pelos veículos nacionais de comunicação nas últimas semanas.

A petista também sofreu críticas por parte de evangélicos e católicos por boatos de que seria favorável ao aborto - o que ela negou. O fato foi usado tanto por apoiadores de Serra como pelos de Marina, que é evangélica e buscou capitalizar o tema para ganhar votos - ela é declaradamente contra a descriminalização do aborto.

Na defesa de Dilma, partiu o próprio Lula, que tem feito acusações contra a imprensa de parcialidade em prol da candidatura tucana.

Fiel da balança
Tanto Dilma como Serra terão como meta agora angariar os votos conquistados por Marina neste primeiro turno.

Com forte identificação com o governo Lula, afinal nasceu no PT e participou ativamente do governo como ministra do Meio Ambiente, de 2003 a 2008, Marina, porém, pode não se sentir à vontade para anunciar apoio a Dilma. Por outro lado, as diferenças ideológicas a afastam ainda mais do PSDB e de Serra.

O PV, por sua vez, tem forte identificação com o PSDB - no Rio de Janeiro, os dois partidos chegaram a se aliar. Para Marina, o ideal é que a sigla faça uma plenária que determine os rumos do partido nessa segunda etapa da disputa.
Kamila Fernandes
kamilafernandes@opovo.com.br
----------------------------------------------------------------------------------------------------- 
Notícia Política Jornal

Dilma vence em Buenos Aires; Serra, em Assunção

04.10.2010| 02:00

No Mercosul, os votos dos brasileiros foram totalizados ainda ontem. Em Buenos Aires, na Argentina, por exemplo, Dilma Rousseff (PT) recebeu 57,43% dos votos válidos, contra 26,42% de José Serra (PSDB) e 14,22% de Marina Silva. Em Montevidéu, Dilma ficou com 46,48%, Serra com 32,84% e Marina com 17,27%. Já em Assunção, Serra liderou a votação com 47,21% dos votos válidos, seguido por Dilma (38,42%) e Marina (12,02%). Em Ciudad del Leste, cidade paraguaia com grande número de brasileiros, Dilma ficou com 47,45% dos votos válidos, seguida por José Serra (46,13%) e Marina Silva (5,47%). Em cidades menores que também tiveram votação de brasileiros, a disputa se manteve equilibrada.
------------------------------------- 


Notícia Política Jornal

Marina surpreende e consegue quase 20 milhões de votos

04.10.2010| 02:00
Com pouco mais de um minuto de tempo no horário eleitoral gratuito, Marina Silva (PV) surpreendeu nessa reta final de campanha, sendo a principal responsável por levar a corrida presidencial ao segundo turno. O que lhe garantiu reunir um capital eleitoral que, agora, será disputado com ferver pelos dois oponentes que seguem na disputa, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB).

“Nós nos opusemos à ideia de um plebiscito (entre PT e PSDB), e nisso nós fomos vitoriosos”, disse Marina, em discurso após o resultado das eleições ser divulgado.

Ao que tudo indica, Marina deve se manter neutra nesse segundo turno. Mesmo com uma maior identificação com o Governo Lula, do qual fez parte, Marina deve ficar distante por todas as trombadas que teve com Dilma quando eram colegas de Ministério. A maior discordância entre elas era sobre desmatamento - Marina queria uma política de contenção mais dura ao desmate, enquanto Dilma defendia políticas de desenvolvimento, ainda que levassem a um aumento das
áreas desmatadas.

Com o mandato de senadora se encerrando agora, Marina deve trabalhar para fortalecera estrutura do PV pelo País, para, quem sabe, viabilizar uma nova candidatura presidencial em 2014.
---------------------------------- 

Tasso é segundo assunto mais comentado no Twitter

04.10.2010| 11:30

O senador tucano Tasso Jereissati pode até ter perdido a reeleição, mas continua em alta na política. No microblog Twitter, ele está em segundo lugar entre os assuntos mais comentados do País, nesta segunda-feira, 4.

Há comentários lamentando a derrota dele, mas a grande maioria tirando casquinha do tucano.
------------------------------- 

Notícia Política Jornal

Termina uma era e se consolida uma hegemonia

O grupo reunido em torno de Cid Gomes conseguiu uma virada nas últimas semanas e derrotou aquele que, há poucos meses, o próprio governador definiu como maior político cearense vivo. Consolida-se assim a nova hegemonia do Ceará e lança-se uma incógnita sobre os rumos da oposição
04.10.2010| 02:00

Pimentel e Eunício percorreram locais de votação ontem: estratégia da união deu certo na reta final (KLÉBER A. GONÇALVES)
Quando Tasso Jereissati (PSDB) disputou sua primeira eleição, em 1986, iniciou um ciclo na política cearense. Um momento histórico cujo fim foi decretado justamente pela primeira derrota eleitoral da vida do, até 1º de fevereiro, ainda senador. O resultado, confirmado às 20h39min, consolidou a hegemonia do grupo que já havia sido vencedor em 2006.

Agora, surge um novo momento na política cearense. Quem perdeu não foi um adversário qualquer, mas aquele que, por décadas, foi o homem mais poderoso do Ceará. Foi vencido aquele que, outro dia mesmo, o governador e adversário de agora chamou de “maior político cearense vivo”.

Para eleger Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT), a maioria dos eleitores atendeu ao insistente pedido feito na TV pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva: quem votou em um votou no outro. Quem votou no outro, votou no outro e não precisou votar em mais ninguém para o Senado. A vitória casada veio a despeito da guerra interna travada nos bastidores entre os dois.

Na noite de ontem, em entrevista exclusiva à TV O POVO, Pimentel creditou a votação à “identidade de uma coligação conjunta do governo federal com o governo estadual”.

Também na TV O POVO, com exclusividade, Cid falou da importância da eleição de dois senadores aliados para seu projeto de governo. Sobre a não-eleição do ex-aliado Tasso, disse: “Eu não trabalhei para derrotar A, B, C ou D, mas para manter um projeto de pessoas afinadas tanto no plano nacional quanto no estadual”. Destacou ainda que a força do PSDB, que conseguiu o voto de cerca de 20% dos eleitores cearenses, não pode ser desprezada. Além disso, os tucanos conseguiram eleger a segunda maior bancada da Assembleia Legislativa, com oito deputados estaduais.

Ainda assim, o poderio da frente governista, a partir do resultado de ontem, é avassalador. A ponto de, instantes antes de votar, o próprio Tasso ter protestado: “Você não pode ter uma hegemonia como tá havendo e que há um verdadeiro massacre”. A oposição, bastante fortalecida nos últimos quatro meses, passa a ser uma incógnita.

Tasso, contudo, assegurou, antes mesmo do resultado, que fará oposição ao governo agora reeleito “com certeza” e disse que não irá aderir “de jeito nenhum”.

O próprio candidato a governador pelo PSDB, Marcos Cals, destacou o papel crucial para o partido do desempenho de Tasso. “É um homem imprescindível não só para o Ceará, mas para o Brasil. Imagine para o PSDB do Ceará”.

Outro risco para o partido são as dissidências. Algo que, salientou Tasso, já houve durante a eleição. Mas ele, antes do resultado, ainda se dizia otimista a esse respeito: “Eu acho que isso tem que ter um limite. O PSDB formou um núcleo forte, que não é cooptado”.
(André Teixeira - politica@opovo.com.b)


Érico Firmo
ericofirmo@opovo.com.br
Giselle Dutra
giselledutra@opovo.com.br
---------- 
FORMAÇÃO

Imagem de Destaque

A missão de educar os filhos

Com palavras certas, se forma o novo homem
O pai e a mãe são representantes de Deus na vida dos filhos; por isso têm autoridade sobre eles. Então, é vontade do Senhor que estes cumpram muito bem a missão de educá-los para a sociedade e para o céu. O Catecismo da Igreja Católica (CIC) diz que:

"O papel dos pais na educação dos filhos é tão importante que é quase impossível substituí-los". E que: "O direito e o dever de educação são primordiais e inalienáveis para os pais" (CIC n. 2221; FC 36).

Para isso os genitores devem criar um lar tranquilo para os filhos, no qual a ternura, o perdão, o respeito, a fidelidade e o serviço desinteressado sejam cultivados. Nele a abnegação, o reto juízo, o domínio de si devem ser cultivados, para que haja verdadeira liberdade.

Diz o livro do Eclesiástico:

"Aquele que ama o filho castiga-o com frequência; aquele que educa o seu filho terá motivo de satisfação" (Eclo 30, 1-2). Esse "castiga-o com frequência" deve ser entendido como "corrige-o com frequência". E São Paulo lembra que os pais não podem humilhar e magoar os filhos ao corrigi-los: "E vós, pais, não deis a vossos filhos motivo de revolta contra vós, mas criai-os na disciplina e na correção do Senhor" (Ef 6,4).

E é bom lembrar aos genitores que saber reconhecer, diante dos filhos, os próprios defeitos não é humilhação, mas sim, coerência, e isso facilita guiá-los e corrigi-los, como ensina o próprio Catecismo da Igreja Católica (n. 2223).

"Os filhos, diz o Catecismo, por sua vez, contribuem para o crescimento de seus pais em santidade. Todos e cada um se darão generosamente e sem se cansarem o perdão mútuo exigido pelas ofensas, as rixas, as injustiças e os abandonos. Sugere-o a mútua afeição. Exige-o a caridade de Cristo" (CIC n. 2227; Mt 18,21-22).

O apóstolo São Paulo também ensina como a família deve viver para fazer a vontade de Deus:

"Filhos, obedecei a vossos pais segundo o Senhor; porque isso é justo. O primeiro mandamento acompanhado de uma promessa é: 'Honra teu pai e tua mãe, para que sejas feliz e tenhas longa vida sobre a terra' (cf. Dt 5,16). Pais, não exaspereis vossos filhos. Pelo contrário, criai-os na educação e doutrina do Senhor" (Ef 6,1-2).

Para educar bem os filhos é preciso ter tempo para eles; colocá-los entre as nossas prioridades; gastar o tempo com eles. Sem estar na presença deles é impossível educá-los, por isso é uma atividade que exige observação e atuação. E para educá-los é preciso acolhê-los e acolher seus amigos; não empurrá-los para fora de casa. Acima de tudo é preciso saber conquistá-los, não com o que se dá a eles, mas como se é para eles. Os filhos precisam sentir um santo orgulho dos pais pela sua grandeza, pela sua maneira correta de agir, de falar, de lhes tratar, de se dedicar a eles. Sem isso não é possível educá-los bem.

É preciso corrigir os filhos, mas isso precisar ser feito com jeito, com carinho, com palavras corretas, sem nervosismo, na hora e no lugar certo, e jamais na presença dos irmãos e de outras pessoas porque isso os humilha. E um filho humilhado pelo pai e pela mãe não ouvirá os conselhos destes.
______________________________________
Foto
Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com
Prof. Felipe Aquino, casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de Aprofundamentos no país e no exterior, já escreveu 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: "Escola da Fé" e "Trocando Idéias". Saiba mais em Blog do Professor FelipeSite do autor: www.cleofas.com.br
------------------------------------------------ 

Um comentário:

André Paulino disse...

Parabéns, prezado Lusmar, pelos textos e informações que nos enchem de cultura e conhecimento,
Abraço, fé em Deus e muito sucesso.